desktop_noticias_topo

Armazém com 100 mil toneladas de soja se rompe em Canoas

O portal Globo Rural divulgou a notícia de que um armazém de grãos da processadora de soja Bianchini, em Canoas, Rio Grande do Sul, teve sua estrutura comprometida pelas enchentes que atingiram o Estado nos últimos dias. 

"O galpão, com capacidade para 400 mil toneladas, mantinha 100 mil toneladas da oleaginosa . A empresa ainda calcula o prejuízo, já que parte do conteúdo pode ser recuperado", aponta a publicação.

Segundo o diretor corporativo da empresa, Gustavo Bianchini, a  estrutura foi a única da companhia atingida pelas chuvas.

“Por conta da água, uma parte do armazém acabou ficando com algumas rachaduras devido à pressão dentro do armazém e isso gerou pequenos vazamentos”, relata o diretor corporativo da empresa, Gustavo Bianchini. 

Ainda de acordo com o executivo, uma série de imagens do armazém danificado e com até dois metros de água foram, compartilhadas nas redes, são de três dias atrás e os reparos já foram efetuados:

 “Agora, está em torno de 20 a 30 centímetros. A cada dia que passa os níveis estão abaixando e a gente está tendo condições de ver a real situação das instalações”, comenta.

Segundo Gustavo, a empresa havia estabelecido como parâmetro de risco o último episódio de enchentes em Canoas, em 1941.

“Durante sua instalação, na década de 70, a empresa teve cuidado de estabelecer uma localização acima da cota de inundação daquela época, mas a verdade é que não se tinha precedentes de um evento dessa magnitude”, comenta o executivo.

Siga o Jornal do Agro Online no Telegram e receba diariamente as principais notícias do Agro:

https://t.me/jornaldoagroonline

Curta nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/jornaldoagroonline/

Instagram: https://www.instagram.com/jornaldoagroonline/

Fonte: Globo Rural

Mostrar comentários