desktop_noticias_topo

Poder de competitividade do frango varia diante das demais proteínas

A carne de frango ganhou competitividade frente à suína em março, mas perdeu para a de boi. Isso porque, segundo pesquisadores do Cepea, a proteína avícola se desvalorizou mais que a suína e menos que a bovina, em valores absolutos, em relação ao mês anterior.

Na média de março, a carcaça suína foi negociada a 2,58 Real/kg acima da de frango, ante a diferença de 2,42 Real/kg registrada em fevereiro, evidenciando o aumento de 6,4% na competitividade da proteína avícola.

Já no comparativo com a carne bovina, o frango perdeu a competividade em 0,9% no período, com a diferença de preços passando de 9,50 Reais/kg para 9,42 Reais/kg.

Segundo pesquisadores do Cepea, para a proteína avícola, a pressão veio da fraca demanda na ponta final na maior parte do mês, que levou atacadistas a reajustarem negativamente as cotações, no intuito de evitar aumentos de estoques.

 

Siga o Jornal do Agro Online no Telegram e receba diariamente as principais notícias do Agro:

https://t.me/jornaldoagroonline

Curta nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/jornaldoagroonline/

Instagram: https://www.instagram.com/jornaldoagroonline/

Fonte: Cepea

Mostrar comentários