desktop_noticias_topo

Pressionado, preço do milho recua nos portos

Os preços do milho voltaram a recuar nos portos brasileiros na semana passada. 

Pesquisadores do Cepea indicam que a pressão veio das desvalorizações externa e do dólar. 

Apesar das quedas, os preços em Paranaguá (PR) e em Santos (SP) ainda operam acima dos registrados no mercado interno, o que mantém firme o interesse de parte de produtores em realizar negócios apenas para exportação. 

Como resultado das negociações realizadas em meses anteriores, o ritmo de embarques atual está intenso. Segundo dados da Secex, em 14 dias úteis de outubro, o Brasil exportou 5,89 milhões de toneladas de milho, o que já representa 87% do total embarcado no mesmo mês de 2022 – de 6,78 milhões. 

Caso o atual ritmo diário, de 420 mil toneladas, se mantenha até o final de outubro, o volume total a ser escoado pelo Brasil pode somar 8,84 milhões de toneladas, acima da estimativa da Anec (Associação Nacional de Exportadores de Cereais), de 8,2 milhões de toneladas. 

Siga o Jornal do Agro Online no Telegram e receba diariamente as principais notícias do Agro:

https://t.me/jornaldoagroonline

Curta nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/jornaldoagroonline/

Instagram: https://www.instagram.com/jornaldoagroonline/

TikTok: tiktok.com/@jornaldoagroonline

Fonte: Cepea

Mostrar comentários